Ceasa-RJ é investigada por improbidade administrativa

Central de Abastecimento é uma das maiores da América Latina. MP quer saber por que o espaço, que recebe dinheiro público, jamais realizou concurso público.

Ceasa é investigado pelo MP-RJ por falta de concurso público

A Central de Abastecimento (Ceasa) do Rio de Janeiro, uma das maiores centrais de abastecimento da América Latina, está sendo investigada pelo Ministério Público estadual por improbidade administrativa.

De acordo com as investigações, a empresa tem participação majoritária do governo do estado, recebe dinheiro público, mas nunca realizou concurso público em seus quase 50 anos de fundação.

Documentos obtidos pela GloboNews mostram que o inquérito civil foi aberto no mês passado para apurar uma “suposta irregularidade decorrente da violação à regra do concurso público”.

O Ministério Público pediu a relação de todos os servidores do quadro de pessoal da central de Irajá, a função deles e o setor de lotação, se existe previsão de concurso público e nos casos de cargos em comissão, informar quem é o responsável pela nomeação.

O MP também enviou ofício à Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento para que informe a existência de medidas administrativas adotadas ao caso.

A Associação Comercial dos Produtores e Usuários da Ceasa Grande Rio alega que os cargos são ocupados por indicações políticas.

Eles também dizem que o dinheiro que eles pagam para a Ceasa não retorna em investimentos e melhorias na unidade, como limpeza, infraestrutura e segurança.

Pelo menos três sequestros-relâmpago ocorreram neste mês. Os alvos foram pessoas que têm licença para trabalhar na Ceasa e proprietários de empresas lojistas.

Déficit na receita
Dados do Portal de Transparência do estado mostram que a Ceasa tem gastado mais do que recebe de receitas, ou seja, vem gerando déficit.

A empresa gastou quase R$ 84 milhões no ano passado (R$ 83.770.244,48) e arrecadou R$ 79 milhões (R$ 79.260.058,46).

Do total gasto, 20% vieram de receitas de impostos do estado e 80% foram de dinheiro do próprio caixa da empresa.

O déficit foi de R$ 4,5 milhões. Somando só os últimos quatro anos, o rombo chega a R$ 16 milhões.

O que é a Ceasa-RJ
A Ceasa funciona 24 horas, recebendo alimentos do Brasil inteiro que são entregues na sua central e distribuídos por comerciantes atacadistas.

Só no Rio de Janeiro são seis unidades. Por ano, são comercializados quase dois milhões de toneladas de alimentos.

A unidade de Irajá, Zona Norte do Rio, é a principal. Abastece toda a cidade do Rio, além dos municípios vizinhos na Baixada Fluminense e na Região Metropolitana.

A GloboNews entrou em contato com a Ceasa, mas até o momento da publicação da reportagem não houve resposta.

 

Fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/05/20/ceasa-rj-e-investigada-por-improbidade-administrativa.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *